top of page

Açúcar e compulsão alimentar

Atualizado: 30 de ago. de 2020

Devo tirar o açúcar da minha vida?




Eu leio por aí muita influenciadora digital e ouço muitas pessoas dizendo que “cortaram o açúcar” para sempre de suas vidas. São escolhas, dizem.

Na psiquiatria, nomeamos o forte desejo de algo ao que estamos abstinentes de craving ou fissura. É o que o viciado sente quando não está em uso da substância.

Proibições alimentares, principalmente para quem sofre com compulsão alimentar, são um grande problema. Quando você coloca um “não pode” no cérebro e passa o dia inteiro pensando que não pode comer aquilo, na prática você passou o dia todo mentalizando e remoendo exatamente aquilo que você quer se proibir. Ou seja, você fica ainda mais obcecado com aquele alimento ou nutriente, gastando tempo e energia que poderiam ser gastos com coisas importantes na sua vida, como o desenvolvimento de novos projetos, leitura ou tempo com a família.

Frequentemente as pessoas com compulsão passam grande parte do dia mentalizando o que pode e o que não pode ou fazendo planos para uma nova dieta, quando a alimentação é um processo instintivo e natural, se tratada da forma certa. Se alimentar instintivamente te dá liberdade e saúde, mas quando o instinto deixa de ser natural, é preciso treino, tratamento e paciência.

Esse instinto é cortado porque os tratamentos são feitos em geral erroneamente, com restrições intensas e propagação de ideias equivocadas e irresponsáveis. Procure um tratamento adequado.

12 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page